sexta-feira, 21 de julho de 2006

Acerca do nome deste blogue...

Máquina do Mundo

O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.
Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.
Espaço vazio, em suma.
O resto, é a matéria.
Daí, que este arrepio,
este chamá-lo e tê-lo, erguê-lo e defrontá-lo,
esta fresta de nada aberta no vazio,
deve ser um intervalo.

António Gedeão


Na voz de Luís Gaspar:

18 comentários:

Luís Graça disse...

Esta passava-me. Presumo que nunca descobriria que era do Gedeão.
Motivo mais do que suficiente para a Inês se defender de quem gozar com o nome do blogue:
--- É do Gedeão!
Claro que pode sempre responder-se:
--- E então?

bolas de sabão disse...

à Inês, que acaba de inaugurar o seu blog de poesia

não nasci com esse dom de transformar emoções em palavras ditas. nem encontrei, até hoje, nenhum manual de ilusionismo que ensinasse tal truque. em sorte coube-me a magia arriscada das poses de esfinge; dos silêncios enraivecidos; dos olhares fugitivos; dos gestos fora de tempo. resta-me escrever. deixar que as sílabas que ficam presas, algures entre o coração e a garganta, se soltem. e formem as palavras que ficam sempre para depois. isto tudo para dizer que gosto de ti. assim. sem tirar nem pôr coisa nenhuma. com todas as contradições do ir e ficar. com todos os deuses e sem deus algum. gosto de ti. por inteiro. da imagem real e a outra reflectida no espelho.

Anónimo disse...

Que lhe posso dizer, querida Amiga? Muitas vezes, embora distantes não estamos ausentes. Tenho acompanhado a sua actividade. Ao ter conhecimento do seu blog, tinha mesmo que vir, passar aqui algumas horas, perdida no encantamento de rever velhos conhecidos da Poesia, de descobrir novos nomes, novas formas; encontrar novas fontes de conhecimento. E deixar-lhe um abraço grande por este maravilhoso blog de divulgação da Poesia, da cultura.Hei-de voltar muitas vezes.
Maria Ivone Vairinho

neptumância disse...

Olá Inês.

Acabei de aterrar no teu blog.
Adoro o nome e este poema do Gedeão.

No primeiro espectáculo da Andante, em 1999, constava este texto junto com outro do Wenceslau de Moraes.

antónio disse...

Inês, mérito seu ter descoberto nos intervalos do universo este poema, e tê-lo salvo da obscuridade.
Digo isto porque também me não recordava dele apesar de ter lido toda a poesia desse poeta e homem excepcional - porque nem seria poeta assim se assim não fosse o homem. Espero voltar aqui muitas vezes. António

Anónimo disse...

...porosidade etérea é a matéria mais densa dos sonhos e dos desejos, signo de um lugar natural, retalho transparente da noite sem fim.

Geraldes Lino disse...

Pelo que vi um tanto mais tarde, às seis e meia da matina - hora a que foi iniciado o blogue - estaria já uma atmosfera plúmbea, propícia a criar estados de espírito propícios à poesia.
E vai daí, a Inês fez nascer, nesta terra do nada e do tudo que é o espaço incomensurável da internet, um oásis poético com as belas palavras de António Gedeão.

antonio graça lopes disse...

"-As almas das poetisas são todas feitas de luz, como as dos astros:não ofuscam, iluminam..."

SUBLIME...

chat noir avec...

Anónimo disse...

As pátrias se arrasam
rios e montanhas permanecem...
Entre as ruínas do castelo
a primavera renasce
e reverdecem as ervas.
Matsuo Bashô

Anónimo disse...

"Mais império menos império,
mais faraó menos faraó,
será tudo um vastíssimo cemitério,
cacos, cinzas e pó.

Compreende-se.
Lá para o ano três mil e tal"

Rómulo Vasco da Gama de Carvalho

Anónimo disse...

Há algum tempo descobri este blog...
Não quis deixar um comentário sem primeiro conhecê-lo e acompanhar um pouco a sua evolução.
É, sem margem para dúvidas, um dos melhores blogs de poesia que conheço.
Parabéns!!!
Mas, e acima de tudo, OBRIGADA, pois através dele [blog], de si, que divulgam e desmistificam o universo que é a poesia, descobri novos horizontes. Universo [aquele] ainda muito intrincado [obscuro]quanto baste, infelizmente, em muitos meios.
Porosidade etérea para além da oferta de novos horizontes, continua, dia após dia, uma verdadeira lufada de ar feresco neste meio.
Cathy G.

Anónimo disse...

Arte poética

Hermosa encuentra la vida
q2uien la construye hermosa.
Por eso amo en ti
lo que tu amas en mi:
La lucha por la construcción
hermosa de nuestro planeta.
Otto René Castillo, 25 / 4 / 1936, Quetzaltenango, Guatemala, poeta-martir, dio a su pueblo su canto y su vida-"qué más puedo dar un poeta?"

Adauto A. S. Suannes disse...

O Que mais Conta




Não a rosa, mas o gesto
Não o tapa - a indiferença
Não a mão, senão apoio
Não o beijo, mas o afeto

Não a nau, mas a viagem
Não o sol, porém a luz
Não o teto, mas o abrigo
Não a vida, mas o amor

Não a lua, mas a calma
Não o tempo, mas o instante
Não o abraço, mas a estima
Não a morte - a eternidade

(Do livro/CD TEMPOESIA)

Almor Loução © disse...

Sempre adorei o nome deste Bloque (e mesmo sem saber o significado... sempre me "soou" fantasticamente e considerei tão artístico que não podia haver melhor e mais apropriado a tanta arte que aqui se absorve)!
Só mesmo uma Inês Ramos para se lembrar de tal título! :)

ROSA E OLIVIER disse...

"Velas do meu pensamento
aonde me quereis levar?...

Natália Correia

Olivier Franconetti Benamor disse...

"Amo el canto de zenzontle
Pájaro de cuatrocientas voces,
Amo el color del jade
Y el enervante perfume de las flores,
Pero más amo a mi hermano: el hombre."

Nezahualcóyotl(1402 - 1474), Tetzcuco...para ti...pelo prazer do teu blog...mas..."estoy triste, me aflijo...yo, el señor Nezahualcóyotl... me olvidaste...en "os dias do amor"...

casa da poesia disse...

A una bella desconocida

Sé que eres bella, y no sé,
mujer no vista y soñada,
no mirada y admirada,
qué flor te dedicaré.
Sé que eres bellas, y no sé...

Para ti todas las flores.
Y así, el que prefieras tomas
entre todos sus aromas
y entre todos sus colores.
Para ti todas las flores...

Para ti todo el amor:
el ardiente y el rendido,
el dulce y el encendido,
el mudo y el decidor.
Para ti todo el amor!

Manuel Machado...para ti...pelo prazer do blog!

real republica disse...

"Coimbra,onde uma vez...com lágrimas se fez...a história dessa INÊS...tão linda"...!!!

..."deste amor...que é de Pedro por Inês"!!!...